Selecione no mapa
a região em que deseja navegar

Você está em:

O que é IGPM e como ele impacta nos seus investimentos

3 minutos de leitura
Compartilhe nas Redes Sociais

Se você está interessado em investimentos, especialmente no mercado imobiliário, é importante compreender o conceito de IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado). 

O IGPM é um dos índices mais utilizados no Brasil para medir a inflação e é referência para reajustes em diversos contratos, incluindo aluguéis e financiamentos imobiliários. Neste artigo, vamos explorar o que é o IGPM, como ele é calculado e o seu impacto nos investimentos imobiliários.

O que é IGPM e como ele é calculado

O IGPM é a sigla para Índice Geral de Preços – Mercado. Ele é parte de um conjunto de índices que foi criado no final dos anos 1940 e mede a movimentação dos preços no país em atividades diversas. 

De forma mais simples, ele é utilizado para medir a inflação em vários estágios: do atacado até o consumidor final. Ou seja, no período analisado, o IGPM mede a variação de preços, se há inflação ou deflação. 

O IGPM é calculado mensalmente pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e reflete a variação de preços de uma cesta de produtos e serviços ao longo do tempo. Essa cesta inclui itens como alimentos, energia elétrica, transportes, entre outros. Por isso, o IGPM é considerado um índice amplo e abrangente, que reflete de forma mais completa a variação de preços no mercado.

Para calcular o IGPM, é preciso considerar os preços do mercado. Para isso, a Fundação Getúlio Vargas coleta informações do país, considerando os dados de sete capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília. 

A FGV calcula, então, 3 subíndices que serão usados para compor o IGPM, cada um com um peso diferente: o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que corresponde a 60% do cálculo, o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), correspondente a 30% e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), com uma fatia de 10%. 

O resultado é uma média aritmética, expresso em uma taxa percentual, que representa a variação acumulada dos preços ao longo do tempo.

Fique por dentro das novidades MD!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos.

Qual o impacto do IGPM nos investimentos imobiliários?

O IGPM é amplamente utilizado para reajustar contratos de aluguel e financiamento imobiliário. No caso dos contratos de aluguel, é comum estabelecer uma cláusula de reajuste anual com base no IGPM. 

Isso significa que o valor do aluguel será atualizado de acordo com a variação do índice, garantindo a manutenção do poder de compra do locador.

No contexto dos investimentos em imóveis, é importante considerar o impacto do IGPM tanto na renda gerada pelo aluguel quanto no valor do imóvel em si. Se você é um investidor imobiliário, a variação do IGPM pode afetar diretamente o retorno financeiro do seu investimento. 

Em períodos de alta inflação, o reajuste do aluguel pode superar a rentabilidade do imóvel, aumentando a atratividade de outras opções de investimento. Por outro lado, em períodos de inflação baixa, a atualização do aluguel pode não acompanhar o aumento dos custos, diminuindo o retorno.

Além disso, o IGPM também tem impacto no valor dos imóveis. Em momentos de alta inflação, os preços dos imóveis tendem a subir em resposta à perda do poder de compra da moeda. Isso pode ser uma vantagem para os investidores imobiliários, que veem o valor do seu patrimônio aumentar. 

Qual a diferença entre o IGPM e o IPCA? 

O IGPM não é o único índice a ser considerado em investimentos imobiliários, O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), também é utilizado para medir a flutuação dos preços e o custo de vida e pode ter impacto nos investimentos. 

No entanto, por mais que IPCA também meça a inflação, esses não são índices equivalentes ou que medem as mesmas coisas. 

Primeiramente, o IGPM é medido por uma instituição independente do governo, enquanto o IPCA é medido pelo IBGE. 

O IPCA é focado em produtos e serviços destinados ao consumidor final e é utilizado pelo COPOM (Comitê de Política Monetária) para avaliar o comportamento da inflação em relação à meta, dessa forma, subindo ou cortando a taxa Selic.

Já o IGPM vai considerar também a variação de preços no estágio de produção. 

Por que o IGPM é importante?

O IGPM é um importante indicador utilizado para medir a inflação e é referência para reajustes em contratos de aluguel e financiamento imobiliário. Para investidores imobiliários, o IGPM pode impactar tanto a renda gerada pelo aluguel quanto o valor do imóvel em si. É essencial acompanhar a variação do IGPM e outros índices econômicos relevantes para tomar decisões informadas e maximizar os retornos dos investimentos no mercado imobiliário.

Ao entender o conceito de IGPM e como ele impacta nos seus investimentos, você estará melhor preparado para lidar com as flutuações do mercado imobiliário e tomar decisões mais fundamentadas. Mantenha-se atualizado sobre os índices econômicos e esteja sempre atento às oportunidades e desafios que podem surgir ao investir em imóveis.

 

E se você gostou de saber mais sobre o que é IGPM, aproveite para conhecer 5 vantagens inegáveis de investir em imóveis

 

Posts relacionados

4 minutos de leitura
4 minutos de leitura

Atualização de cadastro